85 98873.4554 letic_rib@hotmail.com
Meditação e yoga para gestantes

Meditação e yoga para gestantes

Alessandra GurgelRecentemente, a educadora física e professora de Yoga Alessandra Gurgel postou em suas redes sociais um relato que pode inspirar e muito as gestantes. E também anunciou que, em breve, formará turma para meditação e Yoga para grávidas. O objetivo é o de ajudar a conexão com o próprio corpo e mente durante a gestação e o parto. As aulas também poderão ser particulares.

Confira abaixo, trechos de sua experiência com o parto humanizado há quase três meses, quando nasceu seu filho Gael.
“Desde o começo da minha gravidez, queria um parto natural, porém que fosse um acontecimento transformador e prazeroso. Mas a maioria dos relatos e vídeos que eu lia e assistia expressavam muita dor e desespero e não era isso que eu buscava.
Sabia que se fomos feitas para parir, não poderia ser algo tão temível.. terrível. Desde então busquei informações que me levariam a esse estado de entrega e empoderamento para o dia do parto. Algumas mulheres sentem até prazer, pois são liberados os mesmos hormônios da relação sexual. Então por que a maioria sente o contrário? Será a nossa falta de conexão interior, saber escutar nosso corpo e não dar ouvidos aos pensamentos negativos infinitos que a mente humana é mestra em fazer?!
Sou educadora fisica e professora de yoga e pratico meditação há alguns anos, o que foi fundamental para um parto lindo e rápido. (…)
Comecei a sentir as primeiras contrações às 18h30. Avisei para meu amado Emílio Ribeiro que havia chegado a hora. Nosso Gael estava vindo. Ele ligou para Krys, minha querida doula, que pediu para fazermos a contagem das contrações no aplicativo. Emílio me ajudou pois só queria ficar de olho fechado e entregue àquele momento, queria ficar em silêncio e sentir tudo o que meu corpo pedia para eu fazer.
(..) Estava de pé e meu corpo pedia para fazer movimentos circulares no quadril como de dança do ventre. Sempre que sentia a Contração fazia esse movimento.
Krys chegou às 20 horas (só sei porque ela me disse, pois tinha perdido noção do tempo), trazendo seu amor e tranquilidade, o que me passou ainda mas confiança. Me colocou na bola e perguntou se queria ficar sentada nela. Fiquei por um tempo, mas logo voltei a ficar em pé e fazendo movimentos circulares quando vinha a contração. Disse que só iria dar uma passada para ver como estava, pois aquela fase poderia duras dias ou horas. Krys me pediu para fazer um sinal quando estivesse com contração, pois eu não fazia cara de dor. Estava tão entregue que ela não sabia a diferença entre contração e não contração e ela tinha que saber em que fase do parto estava para avisar à enfermeira Nirla e Dra. Liduina. Então fizemos a contagem no aplicativo, não me lembro de detalhes, qual intervalo, só sei que ela resolveu ficar e chamou a Nirla, que chegou por volta de 22 horas para fazer o exame de toque. Ela avaliou que estava com 3 cm de dilatação, mas o colo estava bem fino. Lembro que elas comentaram que poderia demorar horas. Mas meu corpo dizia que seria rápido.
Então, segui com meu processo de autoconhecimento. Entre uma contração e outra, meu corpo liberava doses grandes de endorfina, que me faziam entrar em outra dimensão e eu apagava, era surreal. Levantava quando sentia a contração fazendo o movimento circular no quadril e sentava apoiada na bola para receber a sessão de endorfina e assim foi seguindo até a hora que não senti mais vontade de fazer os movimentos circulares e sim agachar e fazer uns sons tipo mantra “ahhhh”, respirando e soltando o ar e falando ahhhh bem suave. Incrível quando escutamos o corpo, sem deixar a mente atrapalhar, pois ele dá todas as respostas.
Continuava de olho fechado bem entregue a cada ação e reação. Lembro de Krys sempre falar com aquela voz doce “abre … relaxa …”. Ela chamou Nirla para me avaliar novamente, acho que era em torno de 23h30. Senti desconforto, pois deixei minha mente vagar e perdi a concentração e a entrega. Quando Nirla fez o toque novamente, já estava com 8 cm de dilatação e muito perto do expulsivo. Logo em seguida, saiu o tampão. Havia dito para a Krys que gostaria de ir para o Cura Dar’s pois queria a piscina, mas sabia que não daria tempo de chegar lá, pois Gael estava chegando. Então, revolvemos ir para a Gastroclínica, que fica a dois quarteirões de casa.
Ao descer as escadas, quando sentia contração parava… sentia… e voltava a andar. Entrei no carro e Emílio colocou as músicas que gosto para continuar meu processo. Olhei para o relógio do carro eram 00h40. Chegamos rápido ao hospital e já estava com muita vontade de fazer força. Esperei Krys chegar e subi para o quarto com ela. Ela já havia comunicado a Dra. Liduina, que estava a caminho.
Entrei no quarto já tirando a roupa, apoiando as mãos na maca, sentia muita vontade de fazer força. Fiz força e enfim rompeu a bolsa. Logo depois, Dra. Liduina chegou com sua presença amorosa.
Estava para parir em pé, tinha acontecido tão rápido que Krys não havia levado a banqueta, pois ainda iria passar em casa mas não deu tempo. Dra. Liduina perguntou se gostaria de ficar de cócoras, mas não me foi confortável. Krys comentou que passei o trabalho de parto em pé. E fiquei em pé, mas um pouco agachada. Meu marido ficou atrás de mim me segurando, ele foi minha banqueta. Fiz mas uma força e começou a sair a cabecinha. Então fiquei com vontade de gritar (lembrei de quando fazia musculação e tinha que colocar força e fazia sons), dessa vez a força era tamanha que gritei, gritei ahhhh kkkkk. Não gritava de dor, mas para me ajudar a empurrar, senti o círculo de fogo. Fiz mais uma força grande e a cabecinha de Gael saiu. E de pé fiz mas uma força e às 01h22 do dia 10 de setembro nasceu meu bebê amado. Realmente ele existia, foi a primeira coisa que pensei. Ria de felicidade por ele existir e pelo meu processo sagrado ter sido iluminado como me preparei para ser. Ele ficou no meu peito, sentindo meu amor. Não houve laceração. Quando o cordão parou de pulsar, o paizão apaixonado cortou o cordão.
Poderia contar muitas outras coisas, mas meu objetivo nesse relato de parto é dizer que temos poder, o poder feminino ancestral, sagrado, divino que está adormecido dentro da gente. Vejo que não importa o que você venha a passar no parto, as dificuldades que enfrentará (cesárea, bebê enlaçado…) se você se conectar com essa forca divina, será o feito mais maravilhoso de sua vida. Basta treinar o corpo e principalmente a mente para isso. Eu treinei e enfim posso dizer que consegui. E se eu consegui você também pode”.

Para mais informações sobre a turma, ligar para Alessandra no (085)99992.9700.

Programação de férias do Vida Infantil

Programação de férias do Vida Infantil

vida infantil feriasAs férias escolares chegaram e com ela muitas opções de diversão espalhadas pelas cidades. Pensando em enriquecer a temporada com os pequenos, o Vida Infantil montou uma programação diária para as tardes do dia 28 de novembro a 16 de dezembro de 2016.

A diária é R$ 80,00 e garante o acesso a atividades cognitivas e esportivas para crianças de 3 a 8 anos das 14 às 18 horas. Mais uma forma de aprender se divertindo. Mais informações no (085) 3032-1087.

Programação semanal:

Segunda

Cineminha com pipoca
FasTrack English
Oficina de Natal
Contação de História
FasTracKids

Terça

Oficina de Culinária
Espaço Vamos Brincar
FasTrack English
Oficina de Pintura
FasTracKids

Quarta

Cineminha com pipoca
FasTrack English
Oficina de brinquedos (meninos)
Oficina de bijouterias (meninas)
FasTracKids

Quinta

Espaço Vamos Brincar
FasTracKids
Oficina de Natal
FasTrack English
Oficina de brinquedos (meninos)
Oficina de Bijouterias (meninas)

Sexta

FasTracKids
FasTrack Music
Cineminha Pipoca

E não para por aí! Está incluso ballet, judô e capoeira de acordo com a disponibilidade de vaga nas turmas.

Palestra ensina que organização é tudo

Palestra ensina que organização é tudo

palestra Clube das mamys

Guardar e manter os brinquedos das crianças organizados é quase uma missão impossível? Você já passou horas procurando um objeto que jurava estar em um lugar, mas não estava? Sabe aquele documento importante que você guardou em um lugar seguro? Você se lembra qual é esse lugar?
Ficou angustiado somente lendo as perguntas anteriores? Então saiba que tornar-se organizado e deixar as coisas organizadas fazem tudo funcionar.
O Clube das Mamys de novembro traz a personal organizer Willy Neves para nos ensinar que a organização não só reflete o nosso estado emocional como o influencia também. Com dicas práticas aprenderemos a organizar os objetos e espaços de forma funcional e lógica.
A palestra será gratuita, no dia 26 de novembro, às 10h30, na Livraria Leitura do Riomar Fortaleza.

Mas enquanto não chega o dia, você pode conferir algumas dicas em posts que abordaram o assunto e que listamos abaixo:

http://www.masterhousesolucoes.com.br/dicas-para-organizar-quarto-e-brinquedos-dos-filhos/

http://www.tudointeressante.com.br/2014/10/18-ideias-geniais-para-organizar-o-quarto-das-criancas.html

Os riscos dos fast foods

Os riscos dos fast foods

A pediatra Isa Xavier alerta sobre os perigos do consumo infantil em fast foods. Que tal repensar e afastá-lo dessas comidas? É o questionamento que ela faz no texto abaixo. Saiba o porquê.

15046940_1163621003714326_4426378469030494208_nA alimentação do tipo fast food é típica de uma sociedade que vive em intenso estado de estresse e agitação. Geralmente, os restaurantes que servem esse tipo de comida são muito movimentados, afinal, em uma tradução do inglês, fast food significa refeição rápida. Alimentar-se com pressa é uma atitude que pode causar ansiedade e, consequentemente, obesidade.

Recentemente, as universidades de Auckland, na Nova Zelândia, e de Nottingham, no Reino Unido, fizeram um estudo acerca das consequências que o consumo de fast food pode gerar na vida de uma criança.

O resultado, publicado em uma revista científica do Jornal Médico Britânico, aponta para o fato de que consumir esse tipo de alimento 3 vezes na semana pode gerar doenças como asma, eczema e rinite nos pequenos.

Os lanches produzidos nas cadeias de fast food possuem níveis muito elevados de ácidos graxos saturados, substâncias conhecidas no universo médico por afetar a imunidade das pessoas. Em contrapartida, as frutas são ricas em antioxidantes e fibras, que auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico e na eliminação de elementos maléficos ao organismo.

Que tal começar agora mesmo a cuidar melhor da alimentação do seu filho e afastá-lo da comida fast food?

DRA. ISA XAVIER
(85) 3045-1145
@draisaxavier

Cárie de mamadeira

Cárie de mamadeira

A pediatra Isa Xavier nos enviou um texto que vai chamar a sua atenção. Ela abordou um tema que é mais comum do que possa aparecer. Entenda mais sobre o assunto e aprenda o principal, como evitar:

15035637_1303922723005094_4669968265072607232_nA cárie de mamadeira é mais comum em crianças de até 2 anos, faixa etária em que acordar no meio da noite acontece com maior frequência e também idade limite indicada para o uso do utensílio. Para piorar, a salivação diminui, reduzindo-se a proteção natural que ela exerce sobre os dentes. E isso é um prato cheio para que as bactérias utilizem o açúcar do leite para produzir ácidos que destroem o esmalte do dente.

Hábitos de higiene desde cedo garantem uma boca saudável, nos primeiros dentinhos, a limpeza com gaze ou fralda umedecida em água filtrada basta. Já quando aparecerem os molares, é preciso recorrer a uma escova de cerdas macias, recomendada para a idade do seu filho.
O primeiro sinal de cárie são manchas brancas nos dentes, que podem ser revertidas com aplicação de flúor. Por isso a importância da visita ao dentista já no primeiro ano de vida da criança.

 

Dicas:

-Se o seu filho só dorme com a mamadeira, na mamada antes de dormir, ofereça apenas água;

-Evite usar a mamadeira para confortar o bebê. Para que ele vá deixando o hábito de acalmar-se sugando, comece a ensiná-lo a beber no copo ou na caneca por volta do primeiro aniversário;
-Se ele usa chupeta, evite mergulhar o acessório em mel ou líquidos açucarados;
-Sempre que oferecer sucos a criança, mesmo que sem açúcar, faça a higienização dos dentinhos em seguida;
-Água de coco também contém açúcar, por isso, vale o mesmo conselho acima;
-Não deixe a mamadeira na mão da criança para evitar que ela fique o dia todo bebericando;
-Evite adicionar açúcar às bebidas e alimentos de seu filho.

DRA. ISA XAVIER
(85) 3045-1145
@draisaxavier

Lanches saudáveis para festas

Lanches saudáveis para festas

Um formato que vem ganhando espaço nos aniversários infantis é o de lanches saudáveis e com opções para intolerantes ou alérgicos, principalmente nas festas nas escolas. E a Petit Menu se destaca com ideias atrativas e deliciosas para a criançada. A empresa é coordenada por duas nutricionistas e tem como foco a alimentação saudável e lúdica em eventos infantis. Em seus kits personalizados, a Petit traz sempre comidinhas que conciliam saúde, criatividade e bom gosto.

São muitas opções de cardápio e pacotes, que a dupla adapta de acordo com a solicitação dos pais e a temática da festa. Fica tudo tão fofo que até os adultos pirulitam! Abaixo, seguem algumas festinhas com pacotes super bacanas:

petit menu

 

petit menu marmita

 

Mesa posta com lanches saudáveis feitos especialmente para os 2 anos do Petit Arthur:
Pipocas sem óleo
Mini sanduíche no pão cenoura
Bananas no Mundo Bita
Suco de goiaba com melancia

petit menu meninas

 

Composição do kit lanche para nossa Petit Bia:
Pipocas sem óleo
Bolinhas de batata doce, queijo e chia
Mini sanduíche no pão cenoura
Uvas lúdica
Suco de laranja
Achocolatado orgânico

 

petit menu galinha pintadinha petit menu melão ludico

O cardápio da Galinha Pintadinha para Bebela foi:
Pipocas sem óleo
Sanduíche no pão de beterraba
Melão Lúdico
Suco de Goiaba
Bolo integral de cenoura

petiti menu piquenique

 

E que tal para Piquenique? A Petit Giovana teve e foi uma farra, com:
Bolo integral de banana
Sanduíche no pão de legumes
Maçã da Branca de neve
Pipoca sem óleo
Suco de goiaba
Achocolatado orgânico